terça-feira, 3 de abril de 2012


Ecoa na minha cabeça a mesma frase vezes sem conta. Sinto-me perdida, e acabo por deixar cair uma lágrima e, de seguida, outra. O que se passa comigo? Não estou em mim. As paredes sufocam-me e não consigo olhar para o exterior do quarto, através da janela. Olho em meu redor e noto que tenho roupa lavada e a cama feita. Consigo perceber que esteve lá alguém, mas, oh, não me consigo lembrar quem. Vejo um rosto familiar caminhar até a mim e a sussurrar-me qualquer coisa ao ouvido. «Volto ainda hoje para te buscar, prometo.». Reconheço a voz. Penso em perguntar um monte de coisas, mas o silêncio, de novo, foi mais forte. Deixo-me tombar. Tenho uma carta na mão, e consigo perceber que é composta apenas por quatro ou cinco frases, mas não a consigo ler. Vejo as letras turvas e não consigo sentir o verdadeiro sentido das palavras e o remoinho forte que provocavam no meu coração, como outrora. Sinto-me vazia e deixo cair, de novo, uma lágrima pelo canto do olho. 
Oiço vozes e limpo as lágrimas. Oh, como me sinto feliz. Ela voltou e cumpriu o que prometeu: trouxe os anjos para me ajudarem a acordar deste maldito pesadelo. 

88 comentários:

  1. oh, muito obrigada querida! wow, que texto..

    ResponderEliminar
  2. óhn, não é mesmo, só queria que tudo fosse como eu queria para eu não sofrer e muito menos :s

    ResponderEliminar
  3. pois está, pois está. nada que não passe, querida Ana.

    ResponderEliminar
  4. oh obrigada querida! aquilo nem está nada de jeito mas também já te sigo no tumblr :)

    ResponderEliminar
  5. queres que seja sincera? ameiiiiiii :o

    ResponderEliminar
  6. esta simplesmente perfeito, adorei mesmo *
    deu para perceber, que esse rosto familiar é de alguém que partiu, mas lembra-te sempre : alguém só parte se nós deixar-mos, o coração é o local onde devemos manter as pessoas vivas. ao inicio, parecem só palavras, mas com o passar dos anos, vais perceber que é a única maneira de continuarem em contacto.

    ResponderEliminar
  7. ainda bem que esta princesa, mas mesmo quando elas nos desiludem devemos guardar sempre o melhor delas, para quando essa pessoa nos voltar a dar motivos para confiar, olharmos para os pequenos detalhes e pensarmos "foi assim que eu te conheci". pelo menos as coisas já estão melhores, mas se precisares de alguma coisa, não hesites *

    ResponderEliminar
  8. ainda os vou fazer este ano ahah x)

    ResponderEliminar
  9. sim é verdade, viajar fez-me muito bem, a minha vida estava muito confusa, mas nada melhor que uma boa viajem para por tudo em ordem (pelo menos as ideias). obrigada princesa, obrigada mesmo *

    ResponderEliminar
  10. gosto imenso da simplicade do blog, sigo-o *

    ResponderEliminar
  11. Fico feliz por as minhas palavras te terem ajudado. Afinal de contas, temos de ser umas para as outras. Tens de ser forte, Ana Margarida. Tens de recomeçar algo novo, fazer algo por ti. Se desistires de ti, todos à tua volta também o vão fazer. E sim, também estou confiante que tudo passe. Até porque, de alguma forma, o sentimento que transmites a partir destas palavras, é-me também familiar. Sê muito feliz. PS: Muito obrigada princesa! Espero que me visites, és sempre bem vinda.

    ResponderEliminar
  12. Ser feliz é tão bom que queremos compartilhar esse momento com todos, principalmente com os infelizes!

    beijos
    :)

    ResponderEliminar
  13. oh, está tudo bem... <3 e contigo, Aninha ?

    ResponderEliminar
  14. oh, muito obrigada, meu doce! e olha, espero que esse pesadelo termine!

    ResponderEliminar
  15. ahahahah mas eu também não sou assim tãão velha xD então mas és de que ano?

    ResponderEliminar
  16. oh então só sou uma ano mais velha,nada de mais x) e literalmente já conta como se tivesses 14,mas posso garantir-te que é exactamente a mesma coisa ter 13 ou 14 xD

    ResponderEliminar
  17. yap,continuasse como se fosse dois anos de seguida,só aos 15 é que se já se nota diferença por se achar que já estamos velhos ahah x)

    ResponderEliminar
  18. não é assim tanto. uma coisa que tenho mesmo de admitir é que o tempo passa rapidamente,ainda ontem estava a entrar numa escola novo para começar o 7º ano e hoje falta só um período para acabar o meu 9º x)

    ResponderEliminar
  19. oh fofinha, muito obrigada!
    estás sempre a acompanhar o meu cantinho, é impressionante*

    ResponderEliminar
  20. mais vale lentamente do que quando olhas para trás e pensas que a vida passou num sopro.

    ResponderEliminar
  21. eu bem sei o quão importante é o interior, e sei valorizá-lo, mas muitas vezes o exterior ajuda, e tantas vezes me faz sentir mal!

    ResponderEliminar
  22. obrigada doce. estou calma, mas existem momentos que nem eu consigo controlar... este texto está lindo, como sempre coração!

    ResponderEliminar
  23. Oh, não levei a mal. É normal, estava no meu outro blogue. <3

    ResponderEliminar
  24. ora essa doce, não precisas de agradecer :)

    ResponderEliminar
  25. amanhã será melhor, um novo dia para ti, e ficarás bem!

    ResponderEliminar
  26. achas mesmo que me importo? claro que não!
    até te agrdeço por isso :)

    ResponderEliminar
  27. É verdade, hoje em dia o aspecto é tudo. Espero daqui a um tempo vir aqui e dizer que consegui!

    ResponderEliminar
  28. Está lindo, lindo... não tenho palavras :')

    ResponderEliminar
  29. espero que força não me falte! obrigadooo querida :)

    ResponderEliminar
  30. adoro o post princesa (:
    obrigada :D estou bem (acho) e tu?

    ResponderEliminar
  31. esperarei por isso. esperaremos, aliás.

    ResponderEliminar
  32. Oh, a sério? Ainda o estou a editar. Estou a fazer umas mudanças, gostas dele? <3

    ResponderEliminar
  33. Obrigada pelo o apoio, mas é uma situação bastante difícil, cotou-me bastante escrever aquele texto, até porque o escrevi com lágrimas a escorrerem-me pelos olhos. É totalmente difícil estar na minha posição

    ResponderEliminar
  34. Sabes que não tens de agradecer, só estou a ser sincera contigo. ♥

    ResponderEliminar
  35. Às vezes precisamos de correr certos riscos fofinha, mas se alguém não gostar, não significa que todos possam pensar do mesmo modo. O que é imprescindível é que tu gostes do que escreves. :)

    ResponderEliminar
  36. Não tens de agradecer fofinha, estou sempre aqui para ti! *

    ResponderEliminar
  37. Não, infelizmente. Mas hei de criar! :)

    ResponderEliminar
  38. Claro! Mas provavelmente só para as férias de verão fofinha, depois dos exames. Mas não te preocupes, eu digo-te quando criar.

    ResponderEliminar
  39. Princesa já viste o que é seres completamente desprezada pela tua mãe? seres mal tratada psicologicamente pela pessoa que te pós no mundo? é extremamente horrível e cada dia que passa é menos um que falta para ver a cara dela, eu não vou conseguir linda

    ResponderEliminar
  40. Não precisas de apagar linda.
    Muito obrigada pelo apoio e por tentares que tudo pareça mais fácil, mas não vou conseguir, passar desta linha que tanto me prende.

    ResponderEliminar
  41. Obrigada linda e obrigada por te preocupares!

    ResponderEliminar
  42. oh princesa, és linda, muito obrigada!

    ResponderEliminar
  43. Está lindo, gosto mesmo muito. :)

    ResponderEliminar
  44. De nada princesa. Depois tens de me explicar como é que aquilo funciona, ahahah.

    ResponderEliminar
  45. lovely ... que esse anjo nunca te falte ...

    bejocas princesa**

    ResponderEliminar
  46. oh, estás só a ser simpática mas obrigada :)

    ResponderEliminar
  47. é o mesmo "problema" de sempre, sinceramente não sei mais que fazer. obrigada pela preocupação (:

    ResponderEliminar
  48. é sempre o mesmo problema, vais ver que mais tarde ou mais cedo as feridas vão sarar, mas sem tempo, nada lá chega...
    com imenso carinho, mary.

    ResponderEliminar
  49. adorei os teus textos e acho que deves continuar a escrever *
    sigo *.*

    ResponderEliminar
  50. Não tens que agradecer, estou aqui para dizer a verdade *.*

    ResponderEliminar