terça-feira, 17 de julho de 2012


O amor, quando grande, mata. Não tem fronteiras, nem obstáculos. Empurra demasiado para o abismo da vida. Até ao vácuo, até ao negrume. Não bate à porta para pedir permissão; ele comanda até naquilo que dele não é. Entra devagar e entrega-se ao teatro. Reinterpreta personagens, que há tempos, participavam em histórias e contos populares. Alimenta-se tão rápido quanto o vento na avenida. Mente, batota. Abre as mãos para oferecer amor, triturando o ódio presente nos corpos sangrentos do universo. Consome almas dos mais necessitados e oferece vida à escuridão. Respira vida, cospe corações. Admite-me que lhe dói o órgão vital quando alguém lhe tenta tirar o negrume que oferece a muitos. Também sofre, também sente. Tem medo de ganhar alma, coração e um corpo que sente tudo o que sucede.
O amor, quando grande, mata. Mas, agora, quando sente? Falece.

21 comentários:

  1. oh doce, não gosto de te ver assim. a tua escrita continua tão bela mas ao mesmo tempo triste e custa-me ler-te e sentir essa mágoa. não desistas do amor, há sempre uma nova oportunidade.

    ResponderEliminar
  2. Já tinha saudades das tuas palavras. Esta lindo minha querida :)

    ResponderEliminar
  3. Fantástico! Tinha saudades das tuas palavras.

    ResponderEliminar
  4. olá coração, lembras-te de mim? voltei hoje ao blog :)

    ResponderEliminar
  5. Ah okay, meu amor. Espero que ao menos estejas bem. Vou ficar <3

    ResponderEliminar
  6. olá linda, vim avisar-te que me encontro muito melhor e por isso decidi voltar ao blog :)

    ResponderEliminar
  7. A gente definha aos poucos por amor. Mas é a melhor de todas as dores. Morrer de amor vale sim. E muito. Abraços.

    ResponderEliminar
  8. L-I-N-D-O
    "comanda até naquilo que dele não é." adoro
    parabens !

    ResponderEliminar
  9. O amor vai doendo, independentemente das suas dimensões. É um sentimento bipolar que só os corajosos se atrevem a sentir. Grandes são aqueles que sofrem por amor.

    ResponderEliminar
  10. o verdadeiro amor é mesmo quando se deixa partir*
    o amor é assim :c
    força :D
    beijoca enorme,
    wanna

    ResponderEliminar