quinta-feira, 14 de junho de 2012

Eu perguntei-te se, mesmo estando deitada numa cama de hospital ou tendo um aspecto horrível, tu me virias buscar. E tu olhas-te para mim, sorriste e baixas-te a cabeça, logo de seguida. Como quem não quer a coisa e foge ao dar uma resposta concreta. E eu confiei em ti. Deixei-me levar. Lavei as almofadas em lágrimas e mal tratei as bonecas de porcelana que estariam em cima da mesinha de cabeceira, se nada tivesse acontecido. Agarrei no colar da mais pequena e dei um nó para que tivesse a medida exacta do meu fino pulso. «Hope», estava já lá escrito. Acrescentei pozinhos mágicos que tinha guardado no bolso. Fui ao país das Maravilhas e decidi escrever uma carta ao gato risonho em modo de despedida. Disse que não estava disposta a mais mudanças e a mais contratempos. Ele, carinhoso como sempre é, prometeu-me proteger e ajudar. 
Depois, abri os olhos e lá estavas tu. Exactamente ao pé de mim, com a tua mão na minha. «Vou estar aqui até mesmo quando tiveres bengala e o rosto com rugas. Ficas comigo, também?». Dei-te um beijo na testa como sinal de afirmação. «Oh, como és lindo, meu amor». 

39 comentários:

  1. obrigada amor, e mais uma vez amei o texto *-*

    ResponderEliminar
  2. Eu? Estas enganada meu amor.
    Sabes, todos as tuas palavras me surpreendem cada vez mais.

    ResponderEliminar
  3. oiiin <3
    digo sempre isto mas é a verdade, tu escreves tão bem mas tão bem!

    ResponderEliminar
  4. Podes ter a certeza que sim anjo. Adoro tudo o que escreves. Adoro como colocas tão bem o que vai em ti em palavras tão simples! Adoro isso.

    ResponderEliminar
  5. Ora essa, sente-te apenas orgulhosa. Tens razões para tal!

    ResponderEliminar
  6. Não tens de quê, ora.
    Sabes uma coisa também? Adoro-te <3

    ResponderEliminar
  7. oh, mereces muito mais doce! como assim, não percebi pequenina.

    ResponderEliminar
  8. Bem, acho que és a primeira pessoa que mo diz, por isso talvez acho exagerado. Mas é tão bonito sabê-lo, confesso elevar-me um bocadinho o ego minha querida.

    ResponderEliminar
  9. não não escrevo doce, acredita que não :)

    ResponderEliminar
  10. Não achas que merecemos as duas, meu anjo? <3

    ResponderEliminar
  11. tento trazer sempre algo de feliz ao fim de cada dia, mas nem sempre é fácil :)

    ResponderEliminar
  12. se isto se mantiver, acredita que falo. já não sei o que fazer.

    ResponderEliminar
  13. Desculpa a ausência, isto tem andado difícil de estudar para exames e tal... :X

    ResponderEliminar
  14. continuo a dizer: tens tanto amor dentro de ti...
    obrigada, minha Aninha <3

    ResponderEliminar
  15. e muitas das coisas que fazes, fazem alguém sorrir :)

    ResponderEliminar