sexta-feira, 1 de junho de 2012

Diário da tua ausência #12

As palavras começam a escassear. A caneta está gasta e os meus dedos estão a fazer nós brancos de tanta força usarem para agarrarem somente a esferográfica. Não sei o que fazer, pensar ou sequer admirar. Está tudo tão estranho na minha cabeça, sabes? Falta uma semana para acabar isto. E ainda nem sei a que me refiro. Não recebes as cartas, escrevo-as e guardo-as eu. Tu somente ficas no facebook a fazer sei lá eu o quê. És do tipo de rapaz que não diz nada a ninguém, começo a entender. Mas eu sou o oposto. Preciso de uma resposta óbvia mesmo que já saiba a resposta. Não importa os vocábulos que utilizes e o conteúdo empregado. Não importam as palavras caras nem as frases longas. Já te tinha narrado. E depois, para embaralhar ainda mais o meu cérebro pequeno, vem o teu olhar. O teu olhar calorento, terno, sonhador. Olhares não bastam, começo eu a reflectir. Não é o suficiente. E bem sei que me ando a contradizer em alguns casos e a repetir noutros. Mas o que posso eu dizer se nada sei? O que posso afirmar quando somente conheço o teu olhar doce, mas que tantas vezes, é longínquo? Não suporto esta «distância» psíquica a que estamos confrontados. Não agora. Não para sempre.

34 comentários:

  1. infelizmente não escolhemos, meu amor!
    e escreves tão bem bebé

    ResponderEliminar
  2. Achas mesmo, doce?
    Oh, que texto lindo! <3

    ResponderEliminar
  3. Quem ama nunca se contenta com o "quase". Quer o "sempre". Luta por ele e mostra-lhe todas as cartas que vais deixando guardadas. Se nunca arriscares ficarás na incerteza de um acontecimento :)

    ResponderEliminar
  4. Obrigado *.*

    um aparte( para fazer publicidade,temos de ajudar os amigos xD) ha uma amiga minha que para arranjar uns troquitos faz pulseiras e porta chaves eu ate gosto mas tu nao sei :) seja como for visita o blog dela se quiseres : cantinhodaritam.blogspot.com

    ResponderEliminar
  5. Oh, só sou o que merecem!
    Tenho bby, fb. e comecei há pouco a seguir-te no tumblr

    ResponderEliminar
  6. Claro fofinha! Eram todos os trabalhos e testes que estavam a preencher totalmente os meus dias, mas agora só faltam os exames e já anda tudo mais calmo. E tu, como estás?

    ResponderEliminar
  7. mas que lindo, Ana! escreves coisas brilhantes, princesa.

    ResponderEliminar
  8. lindo, lindo, lindo, lindoooooooooooooooo, excusado será dizer q amei e q escreves maravilhosamente bem (;

    ResponderEliminar
  9. Ohh, gostas mesmo?
    eu gostei foi do teu texto!

    ResponderEliminar
  10. sim, eu já falei com ela. amanhã tenho treino de dança de manhã e ela também anda lá comigo, espero que amanhã já lá apareça. vou tentar não chorar e ajudá-la ao máximo, porque tenho andado com as emoções à superfície. o que não é normal para mim, costumo escondê-las e chorar apenas em casa, mas isto desgastou-me por completo. eu só a quero ver bem, percebes? oh, dói.

    ResponderEliminar
  11. Adorei. Acho que deverias escrever um livro.

    ResponderEliminar
  12. Oh não tens nada que agradecer. Obrigada eu por teres votado :D

    ResponderEliminar
  13. se não é concedido, temos que fazer com que seja*

    ResponderEliminar
  14. Nada disso, tu é que escreves textos maravilhosos.

    ResponderEliminar
  15. escreves tão bem o:
    sim princesa, bullying. acho que é algo que acontecesse com frequência.

    ResponderEliminar
  16. Neste meu último post escrevi-o inspirado em vários casos que conheço. no meu também. mas não foi só no meu. por exemplo, em coisas que vejo e oiço na rua, na escola. é horrivel ver/ouvir o que as pessoas são capazes de fazer/dizer.

    ResponderEliminar
  17. obrigada amor *-*
    estes textos teus, são mesmo lindos!

    ResponderEliminar
  18. isso sei eu, sei o quanto ela anda a sofrer desnecessariamente. espero que cumpra a nossa promessa.

    ResponderEliminar
  19. Engraçado como as palavras nos falham mas as linhas ficam tão escritas e completas por culpa do sentimento... *

    ResponderEliminar
  20. ha sim, isso é um cpdigo de html, queres que te dê?

    ResponderEliminar
  21. pois amor, e eu descobri da maneira difícil: vi-o com ela :c

    ResponderEliminar
  22. as tuas palavras fascinam-me e os teus sentimentos tocam-me!
    gosto muito *-*

    ResponderEliminar