segunda-feira, 12 de setembro de 2011

Sem Medos- XXX

Cada vez tinha mais a certeza que amava o Jonny. Ele era o Homem da minha vida. E aquela carta, só serviu para provar o que estou a dizer. Acabei de a ler e fui logo para casa. Deitei-me um pouco e li-a mais uma vez, mas acabei por adormecer.
(...)
-Pedro, acorda! Já viste que horas são?
-Deixa-me dormir só mais um bocadinho.
-Jonny, são onze horas! Onze!
-Oh Santo Deus, já é tardíssimo. Dá-me 10 minutos para me despachar. Já vou ter contigo.
(...)
-Até que enfim, madame. És pior que uma rapariga!
-Eu não me demorei assim tanto ..
-Não, que ideia, então ..
-Pronto, atrasei-me uns minutinhos, mas já estou aqui. Vamos embora?
-Já deviamos de estar lá!
-Calma, miúda. Foste feita à pressa.- Riu-se.
-E à pressão, parvo!
(...)
Acabamos por almoçar no centro comercial, porque restava-nos pouco tempo para comprarmos o presente. Entramos em mais de 40 lojas e o meu irmão não gostou de nada. Lá me lembrei de uma loja que a minha melhor amiga adorava e que, pelos vistos, o meu irmão ficou fã. Comprou um porta-chaves com um coração e com uma chave. E pelo o que ele diz, é a "cara" dela.

(Continua ..)

19 comentários:

  1. obrigada :D encontrei o texto no tumblr :)

    ResponderEliminar
  2. vou ver o que faço mas obrigada querida :D

    ResponderEliminar
  3. amei teu blog querida ,ja estou seguindo!
    tudo de bom pra você amei seus posts beeijao.


    http://www.atamyslarissabarbosa.blogspot.com

    sempre do seu lado

    ResponderEliminar
  4. sempre querida :) (não sei porquê mas não estou a conseguir comentar com a minha conta)
    inês, do blogue 23

    ResponderEliminar
  5. Como sempre, prendendo minha atenção rs.
    Beijos.

    http://myfeelinginwords.blogspot.com/

    ResponderEliminar
  6. concordo plenamente $: fazem nos sofrer e quando são em excesso escorrem pelos olhos em formato de lágrima :f

    ResponderEliminar