domingo, 4 de setembro de 2011

Sem Medos- XXIII

O tempo passava cada vez mais rápido, pensava eu. A minha mãe não podia ter partido assim. De uma forma tão rápida, tão injusta.
-Como é que estás, filha?
-Sem reacção, pai .. Ela não merecia um final destes.
-Não merecia mesmo .. Mas, agora, já não há nada a fazer.
-Eu sei, pai, mas sempre pensei que ela iria assistir ao meu casamento. Pensei que pudesse conhecer os meus filhos e lhes pudesse ensinar tanto como me ensinou a mim. Pensei que pudesse ajuda-la a subir as escadas quando ela estivesse com dores nas pernas por causa da velhice .. Agora, não posso fazer nada disto, porque ela .. já não está cá.
-Lamento tanto, filha.
-Eu também, muito mesmo. Mas, é como tu dizes, agora já não há nada a fazer.
(...)
-Vamos para casa, queridos.. O funeral já está marcado.
-Vai ser quando?
-Amanhã, lá para as 10h.
-Está bem .. Vou ligar ao Jonny. Ainda não lhe disse nada. Dão-me uns minutos?
-Está à vontade, filha. Nós vamos andando para o carro, depois, vai lá ter.
(...)
Mas onde é que eu meti o telemóvel? Já o procurei em todo o lado e ele não me aparece em lado nenhum. O mais provável é eu te-lo deixado cair, não sei .. Agora, só posso falar com o Jonny enviando-lhe uma carta. Bonito .. A sorte não está mesmo do meu lado!

(Continua ..)   

34 comentários:

  1. podes crer, não suporto gente sem personalidade própria ..

    ResponderEliminar
  2. Obrigada querida.
    Estas ultimas partes tão simplesmente espectaculares. ;b

    ResponderEliminar
  3. assim fico a pensar que o meu blog derrete-te x')
    mas muito obrigada !!

    ResponderEliminar
  4. Não tens que pedir desculpa. :)
    E mil obrigadas! :D

    ResponderEliminar
  5. muito obrigada, e é óbvio que sigo também, tens um blog lindo, sem margem de dúvida !

    ResponderEliminar
  6. Obrigada. :D

    Tenho seguido a história, como sempre. :)

    ResponderEliminar
  7. obrigada querida, nada que eu não ultrapasse :)

    ResponderEliminar
  8. e espero que tu também o sejas então :)

    ResponderEliminar
  9. achas mesmo? :s
    é que muitas das vezes dou por mim a ler o que escrevo, e estou sempre a criticar por achar que podia ter escrito muito melhor :o

    ResponderEliminar
  10. pois, é que eu sou muito prefeccionista e muito critica em relação a tudo o que faço xd

    ResponderEliminar
  11. sim, claro. se não, nem lhe passava os olhos por cima.

    ResponderEliminar
  12. É talvez, mas uns mais que outros. E por vezes eu estou do lado dos "mais".
    Adoro cada vez mais esta história!

    ResponderEliminar
  13. sem dúvida, principalmente com aqueles que nos conhecem melhor.

    ResponderEliminar