quarta-feira, 4 de julho de 2012

Falamos de algo tão óbvio que acaba por cair no esquecimento. No buraco escuro da vida, no local assustador da sobrevivência. Falamos de algo inquebrável, como se não tivesse falhas. Algo específico, algo particularizado. Falamos do ser humano como um ser assustador sem sequer tentarmos conhece-lo e ouvir o que tem para dizer. A sua sabedoria prudente, o seu conhecimento sensato. Falamos de algo tão notório que nem damos valor ao estranho e desvalorizado. Sabemos bem o diário, o normal, o básico. Procuramos o maldoso, o assustador, o apavorado. Falamos do segredo quase como uma informação defendida somente por mentirosos. Quem não segreda? Quem não omite? Falamos do poder como se fosse algo irrealizável. Algo individualizado, algo imaginado. 

33 comentários:

  1. Que texto lindo! :))
    De nada fofinha. Sim, esse mesmo.

    ResponderEliminar
  2. Tens tanta razão no que escreves.

    ResponderEliminar
  3. tenho novo post no blog de fotografia, passa por lá e carrega em gosto ou não., por favor.

    ResponderEliminar
  4. Ah, desculpa, não sabia.
    Não tens de agradecer. :)

    ResponderEliminar
  5. Fico feliz por saber que estou a evoluir. Tenho a mesma opinião relativamente a ti e texto após texto me tocas mais com as tuas palavras. Gostei muito deste! :)

    ResponderEliminar
  6. Sabe sempre bem ouvir elogios, ainda para mais quando se sabe que são sinceros :)

    ResponderEliminar
  7. ás vezes prefiro nem saber quais as razoes do ser humano a ter certas atitues, a desilusão é um sentimento que pode ser traiçoeiro. obrigada minha linda vem sempre que conseguires, preciso de amor de pequenas como tu <3

    ResponderEliminar
  8. oh, mas é como me sinto agora.. :c

    ResponderEliminar
  9. posso dizer que sim querida, mas temos uma relação estranha. não temos o "rótulo" de namorados, mas estamos juntos. temos momentos bons e eu sou feliz (:

    ResponderEliminar
  10. Que verdades que aqui escreveste. Gostei, Um Beijo :)

    ResponderEliminar
  11. Eu também não, acredita... Mas olha, pode ser que o meu "amor infinito" por ele seja como o "para sempre" dele. <3

    ResponderEliminar
  12. Então eu vou continuar a dize-las meu amor. Mais um que adoro. Meu deus, eu fico apaixonada por tudo o que escreves!

    ResponderEliminar
  13. Consegues ir agora ao facebook? Gostava de te mostrar uma coisa anjo.

    ResponderEliminar
  14. Muito obrigada, meu anjo.
    Tu escreves tão bem e, mais importante que tudo, sabes o que escreves.

    ResponderEliminar
  15. penso e espero que sim queridaa :)

    ResponderEliminar
  16. Lá no fundo sei que passa, mas custa-me imenso lá chegar.

    ResponderEliminar
  17. Estas a falar a serio minha querida?

    ResponderEliminar
  18. A sofrer eu estou sempre, mas acho que o facto de ele ter arranjado lá a espanhola, me dá vontade de rir. Como raio é que eles vão estar juntos? E mesmo que conseguissem conciliar uma relação à distância, como é que se apaixonaram assim, em duas semanas? Enfim... Nada a dizer.

    ResponderEliminar