sábado, 28 de abril de 2012


Pensei em criar um mundo pequenino. Pequenino, mas melhor do que este em que estamos gravados. Em relação aos sobreviventes da vida, à natureza, ao amor. Pensei em pinta-lo metade de rosa, metade de azul, num tom em que ambos combinassem. Misturei com alegria, felicidade e mandei embora a dor. A tinta não se misturou por completo. Pequenos fragmentos criaram bolhinhas e apercebi-me que é impossível mandar, de todo, a dor embora. Por tanto, reduzi-a, minimizei-a. Decidi pregar um quadro na porta deste pequenino universo. «Dor aqui não, obrigada.», assim como as pessoas costumam meter nas portas do seu prédio, mas em relação à publicidade. Escrevi um livro, também, com as regras e com os deveres de um morador exemplar. Não pode existir qualquer tipo de mágoa, de rancor e de indignidade. Muitos dos que começaram a ler foram desistindo aos poucos e por isso decidi começar a narrar este pequenino texto com o adjectivo presente. Os que não desistiram inicialmente, opuseram-se à maioria dos deveres que, ao meu ver, eram e continuam a ser evidentes
Agora, poucos restamos. Sou eu e os anjos. E, oh, estou bem entregue a eles, não duvidem. Qualquer um de vocês é bem-vindo, também. Mandem-nos uma carta, não tenham receio. A morada é fácil: Rua da felicidade, porta do amor, nº infinito. 

48 comentários:

  1. gostei muito :)
    posso ir viver contigo? ♥

    ResponderEliminar
  2. muito obrigada :) sabes que sou leitora assidua do teu cantinho :)

    ResponderEliminar
  3. exatamente, mas o pior de tudo é que não é o/a namorado/a que tem a opinião. são os amigos/as dele/a.

    ResponderEliminar
  4. Lindíssimo, como sempre.
    Tenho de estar, não é verdade fofinha? O pior é todo o trabalho que este ano exige. E tu? :)

    ResponderEliminar
  5. este texto está qualquer coisa de fascinante *.*

    ResponderEliminar
  6. Olá minha querida. Achas me podias fazer um favor? :$ Estou a prticipar num concurso, e ganha quem tiver mais gostos. Gostava muito de ganhar :$
    https://www.facebook.com/photo.php?fbid=348268418567988&set=a.346840318710798.79321.100001544985772&type=3&theater#!/photo.php?fbid=348268418567988&set=a.346840318710798.79321.100001544985772&type=1&theater Se puderes mete, gosto e divulga. Muito Obrigada, um beijinho. Paula Sousa

    ResponderEliminar
  7. eu sei, tu és uma lutadora que eu sei doce!

    ResponderEliminar
  8. tudo e possivel quando lutamos princesa! <3

    ResponderEliminar
  9. não digas asneiras! adorei o post :)

    ResponderEliminar
  10. foi mesmo muito, acredita ! e antes de ele me mandar este texto tivemos a discutir :o quando o recebi até comecei a chorar !

    ResponderEliminar
  11. E nós só temos que aguentar, mais um bocado e outro bocado...

    ResponderEliminar
  12. Neste preciso momento, é o que eu mais preciso mesmo! MUITO OBRIGADA <3

    ResponderEliminar
  13. é mesmo!
    gostei do texto, está muito bom (:

    ResponderEliminar
  14. E tem mesmo de ser assim querida. :)

    ResponderEliminar
  15. oh meu Deus, que texto fantástico! lindo, mesmo.

    ResponderEliminar
  16. de nadaa! fico, e hei-de ficar, prometo.

    ResponderEliminar
  17. se me conseguires agentar posso ir viver contigo !

    ResponderEliminar
  18. oh, muitíssimo obrigada, minha linda.
    eu quero ir morar aí <3

    ResponderEliminar
  19. Obrigada, Ana. Ainda bem que achas :)
    Que ternura o teu texto!

    ResponderEliminar
  20. acho que o vou ver hoje à noite. ontem vi um, também muito bonito, uma história verídica, comovi-me imenso. acho que faz parte dos nossos sonhos ter alguém assim. The Vow :)

    ResponderEliminar
  21. tenho um selo para ti no meu blog princesa *-*

    ResponderEliminar
  22. quando puderes, tenta ver, vais gostar. ohh, podes crer que há, fazem-nos pensar muito :)

    ResponderEliminar
  23. obrigada pelas palavras meu amor :)
    adorei o post a cima! uma simples frase tocou-me tanto. e adoro o novo design

    ResponderEliminar