quinta-feira, 29 de março de 2012


Sabes o mal do amor? É que ele prega partidas nos momentos mais inesperados. Sentes te feliz e completa ao lado de alguém que amas - uma relação que levou anos a construir - e, de um momento para o outro - apenas numa questão de segundos - tens o coração nas mãos. Começas a viver no escuro e a ter medo de sair à rua. O ambiente muda, as vontades também. Fechas-te no quarto, e não queres sair. Afirmas ser o fim do teu mundo, e recusas qualquer prova de amor ou até mesmo de amizade. Quase ninguém percebe que estás mal e, quem percebe, nem sequer faz parte do grupo de pessoas que costumam estar mais presentes na tua vida. É irónico, frustrante e triste. Tornas-te fria, e a mágoa apodera-se da tua alma. Sorris para tranquilizares os outros e choras, quando ninguém te vê, para responderes à ansiedade que, tantas vezes, percorre o teu corpo. A solidão não causará dor, pensas. Acabas por te isolar de todos, e vês que quase ninguém sente a tua falta e que, quem sente, pouco demonstra. Aprendes a ignorar palavras e a engolir o choro. E, no final, chegas à conclusão que perder o encanto, dói muito, mas que esquecer um amor dói muito mais; é como ficar órfã. Órfã da vida.

79 comentários:

  1. sempre que deixo que me tirei a minha carapaça de tartaruga, fico sempre com um buraco, é verdade.

    ResponderEliminar
  2. então, encontrámo-nos no local combinado, conversámos um bocado (quase a evitar o assunto) e ele "ainda não acreditas?" "não" "namora comigo. agora acreditas?" "as minhas provas?" e ele beijou-me *-*
    foi lindo, princesa! <3

    ResponderEliminar
  3. wow adoro! não podia concordar mais.

    ResponderEliminar
  4. está espetacular! :) não podia ter dito melhor..

    ResponderEliminar
  5. O amor constrói mas aquilo que ele pode fazer desabar tem dimensões muito superiores que temos de saber tomar conta, e reconstruir.
    Beijinhos, querida *

    ResponderEliminar
  6. Obrigada! Tens razão, tenho de ser optimista!

    ResponderEliminar
  7. temos princesa ;)
    então esta tudo bem?

    ResponderEliminar
  8. o texto estás perfeito. "Sabes o mal do amor? É que ele prega partidas nos momentos mais inesperados." boa frase ;)

    ResponderEliminar
  9. tao lindoo *-* tens de ter força :)
    sigo*
    segues de volta?
    kisses

    ResponderEliminar
  10. vais ver que vai passar tudo, qualquer coisa estou aqui*

    ResponderEliminar
  11. oh somos duas.recebi uma noticia que me abalou um pouco e me fez pensar em muita coisa

    ResponderEliminar
  12. Também gosto muito.
    Que texto lindoo!

    ResponderEliminar
  13. Eu também estou muito feliz, muito muito mesmo *-*
    e obrigada, muito obrigada mesmo! <3

    ResponderEliminar
  14. :O Estou boquiaberta.. Como é que conseguiste dizer exactamente aquilo que é verídico e se sente nas palavras certas???? Adorei, de coração que sim :)

    Beijinho *

    ResponderEliminar
  15. se fosse só isso querida ... :s como estás?

    ResponderEliminar
  16. Muito muito obrigada meu anjo <3
    Gosto tanto do teu :)

    ResponderEliminar
  17. o amor tem muito de bom, e pode, por vezes, ter muito de mau. pessoas erradas@

    ResponderEliminar
  18. Tens razão. Obrigada, princesa.
    Está lindo o teu post *-*

    ResponderEliminar
  19. claro que pode ser bom, tens é de encontra uma pessoa boa ..

    ResponderEliminar
  20. oh muito obrigada princesa :))
    o texto está qualquer coisa, não acrescentaria mais nada, está perfeito!

    ResponderEliminar
  21. "Oh, que perfeição" digo eu. está divinal este texto, divinal mesmo. Adorei, parabéns!

    ResponderEliminar
  22. Oh, minha princesa tu sim és linda <3

    ResponderEliminar
  23. é isso que vou tentar fazer.
    Quanto ao teu texto, senti-me assim quando ele me deixou, mas estou a tentar a seguir em frente, tenta o mesmo

    ResponderEliminar
  24. és enorme, sabes disso ♥ loveyou, loveyou!

    ResponderEliminar
  25. Obrigada querida e obrigada, também, por seguires. :)

    ResponderEliminar
  26. e não vou deixar que ninguém nos deite abaixo!

    ResponderEliminar
  27. verdade .
    O amor é uma caixinha de supresas :)
    gostei bastante do texto

    ResponderEliminar
  28. gostes sim, a sério :)
    e concordo com o teu texto, ás vezes, o amor só nos perca partidas e algumas, magoam bastante. torna-se complicado de entender o amor quando isso acontece.

    ResponderEliminar
  29. já quis desaparecer com esse sentimento, ou melhor, nunca ter nascido com ele, mas são coisas que não podemos controlar. agora estou bem, mas mesmo assim, ainda me custa acreditar no amor, tenho medo dele. sei lá :c
    e tu só tens que ser forte :)

    ResponderEliminar
  30. oh obrigada, escreves tão bem doce.

    ResponderEliminar
  31. Se calhar também vou ter que ver online :s Depois diz qualquer coisa fofinha :)

    ResponderEliminar
  32. e acho sinceramente que ninguém vai conhecer o amor o suficiente bem. ele é algo que ninguém sabe descrevo-lo, e talvez, seja mesmo isso que quase toda a gente tem medo de amar alguém :c

    ResponderEliminar
  33. se eu soubesse o grande significado do amor dizia-te, mas é mesmo complicado. amo um rapaz que supostamente não devia amar, tenho que andar a fingir aos olhos dos outros que ele é um simples individuo e que não me é nada (...)
    o amor é complicado, o amor tem coisas boas e más, e as coisas más por vezes tapa as coisas boas e magoa-nos bastante !

    ResponderEliminar
  34. ah okay princesa, é que há uma menina daqui do blog que faz anos no mesmo dia que eu |:

    ResponderEliminar
  35. não princesa, não namoramos, ainda torna as coisas mais complicadas, mas pronto, vou deixar que o tempo encarregue de fazer alguma coisa. mas esta a custar bastante :c

    ResponderEliminar
  36. é verdade, todas gostamos mesmo!
    obrigada pelo comentário <3

    ResponderEliminar
  37. obrigada meu anjo, sigo o teu também.
    adoreei*

    ResponderEliminar
  38. acabei de seguir o teu tumblr querida*

    ResponderEliminar
  39. custa tanto separarmo nos da pessoa que amamos

    ResponderEliminar
  40. é verdade, mas ó, é mais dificil que pensamos

    ResponderEliminar