domingo, 18 de setembro de 2011

Sem Medos- XXXII

-Nunca mais chegamos. Já-me dói as mãos de estar ao volante. E nem sequer posso estar agarrado a ti a dar-te mimos.- Lançou-me um olhar maroto.
Ri-me.
-És tão tolinho. Concentra-te, vá. Os mimos ficam para daqui a um bocadinho.
-Olha, que não me vou esquecer do que disseste.- Beijou-me.
-Ai meu Deus, cuidado! Estás louco? Estamos na auto-estrada, amor. Cuidado.
-Oh isto está tudo controlado. Um olho na estrada, outro em ti. 
-Sabes muito, é o que é.- Deitei-lhe a língua de fora.
Ele beija-me de novo e, quando olho para frente, percebo que um dos carros que vem na auto-estrada, vem mesmo de encontro a nós.

                                               * * *
Em casa:
-Pedro, atende o telefone, que eu estou a fazer o jantar!
-Vou já, Pai.- Atende o telefone.- Estou sim? Boa tarde .. Não, não, o meu pai agora de momento não pode atender, mas passa-se alguma coisa? .. Como?! .. Ela está em que hospital? Está bem, nós vamos já para aí, obrigado.- Desliga o telefone.
-Está tudo bem, filho?
-Pai, a Ana e o Jonny tiveram um acidente.
-Ai não .. Como é que eles estão?
-Não se sabe ainda. De momento, só sei onde se situa o hospital onde eles estão. 
-Vamos já para lá.
                                                * * *
Estacionamos o carro no parque de estacionamento e fomos a correr para o interior do hospital:
-Desculpe, pode indicar-me em que quarto está a minha filha?
-Diga-me só o nome dela.
-Ana Costa.
-São os familiares?
-Somos.
-De momento, ainda não a podem ver. Ainda está em observação. Mal que possam ir vê-la, eu informo-vos, está bem?

(Continua ..)

29 comentários:

  1. hum....
    É a 1º vez que venho aqui!
    Espero que o texto tenha sido escrito por ti!
    Se sim, muito bem!

    ResponderEliminar
  2. exacto e muito obrigada linda, a serio. (:

    ResponderEliminar
  3. obrigada minha querida, mas às vezes eu penso que não tenho qualquer espécie de brilho :|

    ResponderEliminar
  4. Obrigada pelo comentário :)
    Estou a adorar a tua história, tens é de dar mais detalhes sobre as expressões faciais, pensamentos e espaço onde decorre a acção. A história deixa muita curiosidade pelo o que se vai passar, isso é bom! Beijinho *

    ResponderEliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. De nada, estou aberta às tuas criticas também! Fico à espera do teu próximo post. * enganei-me.

    ResponderEliminar
  7. tão bom saber isso :) obrigada.
    já sigo a tua historia á algum tempo e estou a gostar muito

    ResponderEliminar
  8. obrigada pela força querida, a sério !
    e sim, tento sempre ser positiva.

    ResponderEliminar